Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

A cultura clássica e o magistério de Paulo de Tarso

A cultura clássica e o magistério de Paulo de Tarso

Maria de Lourdes Silva Barros Cavicchioli

Dissertação de mestrado em Educação (UEM)

Data da dissertação: ano de 2005.

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo compreender historicamente as relações estabelecidas entre o cristianismo primitivo e a cultura clássica; no primeiro século da era cristã. O contado com tal cultura oportunizou ao cristianismo a apropriação de fundamentos do pensamento filosófico greco-romano; o que possivelmente contribuiu para o enriquecimento da própria doutrina cristã. Esse contato estabelecido marcou profundamente a nova religião; provocando mudanças substantivas no comportamento dos povos pagãos. As transformações sociais ocorridas no século I d.C.; no Império Romano; levaram a filosofia a buscar amenizar os problemas vividos pelo homem desse momento histórico; criando alicerces teóricos que deram nova orientação para a sociedade em crise. Assim; destaque especial teve a filosofia estóica romana; postulada por Sêneca; que propôs preceitos de uma doutrina moral; que viesse conduzir o homem para um estado de felicidade; o “bem viver”. Nesse direcionamento; a preocupação deste estudo foi verificar as possíveis influências recebidas por Paulo de Tarso na organização de seu magistério evangelizador que; provavelmente; fundamentado pelas necessidades que se impunham na prática social em curso; lançou mão de categorias e de conceitos da filosofia grega; em especial do estoicismo; o que contribuiu para o enriquecimento da fundamentação da doutrina nascente para a formação do homem cristão. Em face disso; Paulo de Tarso torna-se uma das personagens mais importantes desses primeiros momentos do cristianismo primitivo; pois além de dar maior fundamentação para a formação do corpo teórico de sua doutrina; foi responsável pelo seu caráter universalista; ao romper com o particularismo dos grandes apóstolos e ao tornar os ensinamentos de Jesus uma proposta pedagógica universal.


Veja mais:

Nenhum comentário: