Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

sábado, 15 de novembro de 2008

O discurso paródico no Cristo de José Saramago

O discurso paródico no Cristo de José Saramago

Alcina Aparecida Molina Ferreto

Dissertação de Mestrado em Literatura e Crítica Literária (PUC-SP)

Data da defesa: 28/06/2007.

Resumo: A proposta desta dissertação é analisar o discurso paródico no romance O Evangelho Segundo Jesus Cristo, de José Saramago. O que se pretende é estabelecer uma comparação entre o Jesus dos Evangelhos canônicos e o Jesus de Saramago, pondo-se em destaque o discurso intertextual que serve de base para o mecanismo dialógico, responsável pelo movimento rítico-metalingüístico-irônico da escritura saramaguiana. O objetivo é fazer uma leitura do Jesus de Saramago, procurando-se definir as principais diferenças que existem entre ele e seu homônimo bíblico. A partir disto, tentamos demonstrar que o herói saramaguiano é uma recriação humanizada de sua matriz modelar, fruto de uma releitura crítica e irônica da narrativa bíblica: a nova personagem nega os valores que caracterizam aquela que está sendo parodiada. A versão dessacralizadora do Cristo da Bíblia configurase como uma imagem desautomatizada e descaracterizada da personagem evangélica, impondo-se como um novo modelo não só do humano, mas também do divino.


Veja também:

O Evangelho Segundo Jesus Cristo: As Boas Novas de uma Consciência Infeliz.

Nenhum comentário: