Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

terça-feira, 12 de junho de 2012

História da festa judaica das Tendas


ARAÚJO, Gilvan Leite. História da festa judaica das Tendas. São Paulo: Paulinas, 2011: Esta obra estuda uma das festas mais significativas da história do povo de Israel. Páscoa (Pessach), Pentecostes (Shavuot) e Tendas (Sucot) relembram, como memórias vivas, os grandes feitos de Israel. Entre estas solenidades, destaca-se a Festa das Tendas. Ela se tornou ao longo da história um amálgama de tradições capaz de narrar por si só a vida, o significado, a evolução, a religiosidade e a santidade do povo bíblico. Conhecê-la significa poder conhecer melhor a história de Israel e, por consequência, dos primeiros cristãos. A Festa das Tendas comporta um legado de gerações que proclama: "Dai graças ao Senhor porque ele é bom, porque eterna é a sua misericórdia" (Sl 118,1). A Solenidade do Senhor é a denominação dada pelo livro do Levítico àquela que, segundo Flávio Josefo, é a maior e mais santa festa de Israel, ou seja, a Festa das Tendas, chamada em hebraico de Sucot. As solenidades de Pessach, Shavuot e Sucot são consideradas pelo Povo da Aliança como as principais festas de Israel. Através delas, os israelitas celebram e transmitem a sua história.  

Nenhum comentário: