Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Translate

Seguidores

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Templo subterrâneo do século I é achado na Jordânia

O Globo, Ciência, página 36, em 11/06/2008.

A primeira igreja
Templo subterrâneo do século I é achado na Jordânia

Um grupo de arqueólogos jordanianos anunciou a descoberta daquela que seria “a primeira igreja cristã do mundo”, sob um outro templo, na localidade de Rihab, a 40 quilômetros de Amã.

A descoberta foi revelada pelo chefe do Centro de Estudos Arqueológicos local, Abdul Qader Hassan. Segundo ele, a igreja teria abrigado os primeiros discípulos de Jesus.

— Localizamos o que acreditamos ser a primeira igreja do mundo, construída entre os anos 33 e 70 de nossa era — explicou o arqueólogo em entrevista ao “Jordan Times”.

O templo foi originalmente construído sob a terra e sobre ele foi erguida, posteriormente, uma outra igreja, em homenagem a São Jorge, que ainda se encontra no local. Construído no ano 230 da era cristã, o templo de São Jorge é considerado um dos mais antigos do mundo ao lado de um outro, localizado em Aqaba, que também data do século III.

Local de residência e orações para cristãos
A descoberta de uma igreja ainda mais antiga é “incrível”, nas palavras de Hassan, porque “existem indícios de que ela teria acolhido os primeiros cristãos de todos os tempos, os setenta discípulos de Jesus Cristos (mencionados no Evangelho de São Lucas)”.

Segundo o arqueólogo jordaniano, a caverna subterrânea serviu de residência e lugar de oração para os cristãos numa época em que eles eram perseguidos por sua religião.

— Achamos que eles só deixaram de usar a cova quando os romanos passaram a tolerar um pouco mais o cristianismo — acrescenta Hassan, que acredita que foi, então, que a atual Igreja de São Jorge foi construída.

Desta forma, o templo teria servido de refúgio aos 70 discípulos de Jesus Cristo que, segundo a tradição, se viram obrigados a fugir de Jerusalém, por conta das perseguições religiosas, para buscar refúgio na região norte da atual Jordânia, principalmente em Rihab. De fato, a Igreja de São Jorge apresenta um mosaico no chão em que faz menção “aos 70 amados por Deus”.

Segundo a descrição feita por Hassan, o templo tinha cerca de 12 metros de comprimento por 7 metros de largura. A área de culto apresentava uma estrutura circular, com assentos de pedra que serviriam aos sacerdotes. Também foi encontrado um túnel que leva a um reservatório de água.

— Descendo na caverna é possível ver uma área de formato circular, onde ficaria o altar, e vários bancos de pedra para os sacerdotes — contou Hassan.

Para o representante da arquidiocese ortodoxa grega da região, o arquimandrita Nektarious, a descoberta é importante porque “se trata de um fato importante para todos os cristãos do mundo”, acrescentando que a única cova similar (em forma e propósito) conhecida no mundo está localizada em Salônica, na Grécia.

O arqueólogo Abdul Qader Hassan destacou também o valor das descobertas feitas num cemitério próximo: — Achamos objetos de cerâmica dos séculos III ao VII, indicando que cristãos e seus descendentes viveram aqui até depois da saída dos romanos.

Nenhum comentário: